domingo, 5 de dezembro de 2010

Entre canções que componho,entre versos de amor que escrevo...Pensamentos que me levam,vontade que me consome,saudade que me toma tanto...
Misto...
Mista....Que salada.
Sensação.
Sossega coração...Tão longe de mim agora.
Silêncio de um olhar,vontade de falar...Querer esse querer.
Borboletas escutem,por mais baixinho que seja:
Como faço pra parar?
Nem alegre,nem triste;
Nem ganhei,nem perdi;
Tão confuso pra entender.
Solta o meu canto,solta,meu amor.
Me leva daqui agora,toma o que é teu.
Sonha meu sonho teu,entende o ciúme meu.
Sopra o barquinho e deixa que meu mar te leve.
Fica um pouquinho mais e eu não preciso dizer mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário